Yuri Leveratto personal web site
 
Inicio Arqueologia Meio Ambiente História Antropologia Viagens Explorações Biografia Livros Comentarios Contactos
   
Share
Os pictogramas da caverna da Pedra Pintada (Pará, Brasil), indicios da antiga cultura amazónica
Invia questo articolo a un amico

Os pictogramas da caverna da Pedra Pintada (Pará, Brasil), indicios da antiga cultura amazónica

Até o dia de hoje a arqueologia oficial considera que o Estrecho de Bering, foi o único caminho utilizado pelos antigos sapiens para povoar o Novo Mundo. Normalmente cita-se duas imigrações dos paleo-asiáticos: uma que remonta a 40 milênios e a outra a 14 milênios, da qual deu origem a famosa cultura Clovis (Novo México, Estados Unidos de América).
Apesar disso, esta teoria tem muitos engaños, como podemos ver que a arqueóloga Niede Guidon tenha encontrado restos do homo-sapiens no Piauí (Brasil), que data de 12.000 anos?.
Como se explica que a mesma estudiosa brasileira tenha descoberto restos de fogueiras que remontam a 60.000 anos? Como podemos justificar os achados do Monte Verde que se remontam a 33.000 anos? A verdade é que a teoria do Estrecho de Bering deve ser complementada com outras teorías, como por exemplo a poligenêtica do eminente investigador francês Paul Rivet, a teoría "Antártica" do português Mendes Correia, como também a da arqueóloga brasileira Maria Beltrão, e principalmente a da Neide Guidon. Em base a estas teorias, geralmente comprovadas científicamente, como é do caso daquela de Neide Guidon, Sud América foi a primeira em ser povoada pelo homo-sapiens e somente depois foi povoada a de Norte América. Apoiando-nos na teoria da arqueóloga Neide Guidon pode-se formular a seguinte hipótese: alguns grupos de homo-sapiens que chegaram casualmente da Africa , foram os primeiros conjuntos humanos em entrar na Américas aproximadamente a 60.000 anos atrás .
Estima-se que o número de seres não superou os 1.000 indivíduos.
Como não existia nenhuma rivalidade com quem competir para obter alimento, sua evolução foi lenta. Estes homo-sapiens foram os primeiros e a mais antiga cultura americana, aquela do Piauí.
Com o passar dos milênios, seu número começou a aumentar e alguns deles começaram a imigrar.
A Sociedade Piauiense começou a se diluir, sinal de uma evolução na própria civilização.
A partir de aprox. 40 milênios outros sapiens (os paleo-asiáticos) fizeram sua chegada em varias regiões das costas americanas datada entre 30 e 15 milénios.
Aproximadamente a 12 milênios os " sapiens-amazónicos " ou os autóctones do território que conhecemos hoje como amazónes, tinham alcançado um conjunto de conhecimentos que podemos reconhecer como a "cultura amazónica primigenia". Alguns ficaram no Piauí e outros ao redor dos 10.000 a.C., emigraram para o rio Amazonas estabelecendo-se num lugar que atualmente leva o nome "Gruta da Pedra Pintada", (sem confundir com a colossal Pedra Pintada em Roraima), situada perto da cidadezinha de Monte Alegre (estado do Pará), da qual foi estudada minuciosamente pela arqueóloga Anna Roosevelt no ano de 1991 e1992.
A própria descobriu 20 extratos de terra que foram datados com 56 provas de rádio carbono e 13 provas de termo luminescência.
O estado mais antigo onde pode-se encontrar instrumentos em pedra e o quarzo que corresponde, a datação a 9.300 anos a.C.
Logo foram estudados outros extratos mais atuais, como aqueles que coincidem as culturas Payuna (5.500 a.C.) e também Paricó a 1.400 a.C.
No ano de 2009 durante uma longa viagem ao Brasil, tive a oportunidade de ficar alguns dias na cidadezinha de Monte Alegre e assim pude me aprofundar no estudo sobre a Pedra Pintada .
É possível que os autores dos pictogramas da Caverna da Pedra Pintada possam ser os descendentes dos homo-sapiens de Piauí, possivelmente o acontecimento fundamental de 12 milênios a (10.000 a.C.) deve ter sido a chegada dos paleo-asiáticos e paleo-polinêsios a Sul América e possivelmente também a Amazonia e ao mesmo tempo houve um grande e catastrófico transtorno climático de proporções inauditas.
De fato no ano de 10.000 a.C., este transtorno climático de alcance global causou o derritimento repentino das geleiras glaciais em todo o planeta, que corresponde ao fim da glaciação de Wisconsin-Wurm e continuando digo a extinção massiva de inúmeras especies de animais chamada de mega-fauna (megaterium, tigres e outras especies .
Na minha opinião este evento mundial corresponde ao famoso "diluvio" do qual está citado nos livros das principais religiões de todos os povos da Terra.
Voltemos ao assunto da Pedra Pintada, tive a oportunidade apreciar uma infinidade de pictogramas alguns zoomorfos e outros antropomorfos incluindo a representação do Sol.
Nos sucessivos milênios os antigos amazónicos colonizaram vários territórios ao redor de 6.000 anos a.C., começaram a cultivar milho e mandioca, produzindo também arte, recipientes de cerâmica tanto pelos motivos práticos como rituais. Os sinais da sua presença chama-se terra preta, um tipo de chão onde pode-se encontrar resíduos de comida (escámas de pescado), restos de madeira carbonizada e de cerâmica.
Outros povos de antiga presença humana no rio Amazónas que são chamados de Sambaquis, montículos de contas, pedras lavradas e cascos de tartarugas.
Em Teipeirinha (Pará) se encontram remanecentes de sambaquis de 7.000 anos de antiguedade.
No decorrer dos milênios houve uma grande mudança de culturas importantes na Amazônia.
Uma delas foi a Guarita, apesar de se encontrar atrasada no aspecto social devido a não existir classes dominantes, logo outras culturas, a Tapajóara e a Marajoara (Ilha de Marajó).
Considerando a evolução de estas culturas autóctones, não podemos esquecer que o mundo medio-oriental e o mundo europeu-megalítico conheceu Sud América a partir de 9.000 a.C., tratando-se de viagens casuais: ver meus artigos sobre a Pedra do Ingá, o Cromlech de Calçoene e sobre a Cidade Perdida de Ingrejil, e também de expedições organizadas: (Os Sumeros no Novo Mundo ver meu artígo sobre a Fonte Magna). Observemos que estes pequenos grupos de homens caucasianos contribuiram a modificar o patrimônio genético dos povos amazónicos e andinos no curso dos séculos.
A união dos povos que estávan-se formando deu início a uma extraordinária cultura amazónica do Paititi. Ver o artigo (A interminavel busca do Paititi), e as grandes culturas megalíticas andinas (Sacsayhuaman , Tiahuanaco e Marcahuasi, todas elas pre-incaicas).
Somente com o estudo profundo dos diferentes sitios arqueológicos amazónicos como a Gruta da Pedra Pintada do Pará, a Pedra Pintada de Roraima, os Pictogramas do Piauí, o Petróglifo de Ingá, o Cromlech de Calçoene, a Caverna do Roncador, os petróglifos de Pusharo, Jinkiori e de Quiaca, e também as lineas geomêtricas perto da fronteira do Brasil-Bolivia, poderá nos aproximar cada vez mais a verdade fascinante pre-histórica do Sud América.

YURI LEVERATTO
Copyright 2012

Artigo traduzido Por Anna Baraldi, Itapema, Santa Catarina

Se vocę quer comentar sobre este artigo clique aqui


© 2008 Yuri Leveratto
 
PortuguésEspañoñItaliano Chinese